Número total de visualizações de página

Principais eventos sísmicos

A primeira referência que se tem de um terramoto provém da China, no ano 1777 a. C.
Na história da Europa, o primeiro sismo é mencionado no ano 580 a. C., mas para obter uma descrição clara destes fenómenos é preciso deslocar-se até meados do séc. XVI. Destaca-se o terramoto de Lisboa de 1755, um dos maiores registados na Europa e que causou a morte de 70.000 pessoas.
Durante o séc. XX foram registados vários sismos que superam o grau de magnitude 8 na escala de Richter. Entre eles destaca-se o do Chile, em 1960, que é considerado o maior registado na história, com uma magnitude de 9,5; o do Alasca, em 1964, com uma magnitude na escala de Richter de 9,2; e o da Rússia, em 1952, com magnitude de 9,0.
Quanto à intensidade e transcendência histórica, cabe assinalar o grande terramoto que em 1906 arrasou São Francisco, nos Estados Unidos, provocando 475 vítimas mortais, segundo fontes oficiais.
Reflexão:
Na linguagem científica distinguem-se diversos tipos de sismos, consoante as circunstâncias em que os mesmos ocorrem.
A libertação brusca da energia no hipocentro é transmitida imediatamente aos materiais geológicos, sob a forma de ondas concêntricas que se deslocam pelo interior do planeta até atingir a sua superfície. Estas ondas elásticas, que recebem o nome de ondas sísmicas, agrupam-se em dois conjuntos: as ondas de corpo e as ondas superficiais.

O que é um sismo?

Um sismo é um movimento vibratório da superfície terrestre, mais ou menos repentino e violento, provocado pela passagem de ondas elásticas geradas na litosfera do planeta. Os sismos também podem ser designados comoterramotos. Em alguns casos pode falar-se também demovimentos telúricos, ou seja, movimentos da Terra. Seja qual for a etimologia do termo, este pretende sempre ilustrar o efeito de sacudida do terreno desencadeado por uma súbita libertação de energia.
A Sismologia é o ramo da ciência que estuda os sismos. Os sismólogos combinam os princípios da Geologia e da Física. Assim, a Sismologia investiga as causas que originam os terramotos, os lugares onde sucederam, os mecanismos de propagação das ondas e os efeitos que estas produzem. Para além disso, pretende conhecer todas as características para prever os terramotos e, assim, reduzir os seus efeitos destrutivos.
 
Reflexão:
Muitos fenómenos naturais e artificiais podem produzir uma rápida libertação de energia capaz de desencadear um sismo, alguns deles são acontecimentos pouco frequentes: um impacte meteorítico, uma explosão atómica, um grande desprendimento rochoso ou a acção da água ao encher subitamente uma barragem após uma precipitação intensa. Também ocorrem movimentos sísmicos ligados à actividade vulcânica, devido à subida de magmas ou às explosões que têm lugar durante algumas erupções. Porém, a maior parte dos terramotos costumam relacionar-se com a dinâmica da tectónica de placas. Os movimentos aparentemente insignificantes das placas tectónicas produzem uma lenta e progressiva acumulação de energia em determinadas zonas de debilidade da litosfera, cujas zonas de fractura e fricção entre conjuntos rochosos são denominadas falhas.

Sismo em Espanha

O Governo central decretou o envio de 272 militares para Lorca, da Unidade Militar de Emergências (UME), de um regimento de Madrid e de outro de Sevilha, para ajudar as operações de resgate.
O tremor mais forte, de 5.2 graus Richter foi sentido em várias localidades de Múrcia, como Cartagena, Aguilas, Múrcia, Mazarrón e em Albacete, mas também em Madrid, sobretudo em edifícios mais altos.
Na localidade de Lorca, as zonas mais afectadas são as da rua Galicia e do bairro da Viña. Muitos prédios e casas sofreram danos por todo o município.
Segundo o El Pais, o bairro da Viña é um bairro de construção recente, com prédios que têm em média quatro andares. Aqui caíram muitas varandas e foi a queda de uma destas que provocou a morte do rapaz de 14 anos, que passeava o cão à frente do bar.

noticias.pt.msn

Reflexão:
Todos nós sabemos que qualquer corço que gire sobre um eixo, se não estiver suficientemente equilibrado VIBRA.
A amplitude dessa vibração varia em directo com a massa em desequilíbrio e numa relação quadrática do produto do raio e velocidade angular.
A terra é um corpo que reúne as condições enunciadas e embora pareça andar lentamente a velocidade periférica é enorme qualquer coisa como 1666,7 kmh, 40.000km de perímetro em 24 horas.
O Mundo levou imenso tempo a criar o Homem mas o Homem vai destruir o Mundo em muito menos tempo e caminha para lá em passos cada vez mais rápidos.

Aquíferos

Um aquífero é uma formação ou grupo de formações geológicas que pode armazenar água subterrânea[1]. São rochas porosas e permeáveis, capazes de reter água e de cedê-la. Esses reservatórios móveis aos poucos abastecem rios e poços artesianos. Podem ser utilizadas pelo homem como fonte de água para consumo. Tal como ocorre com as águas superficiais, demandam cuidados para evitar a sua contaminação.

Aquífero livre, que é demarcado por uma camada permeável (acima do nível freático) e por uma camada impermeável. Deste modo a pressão que a água exerce no nível freático é igual à pressão atmosférica.

Aquífero confinado ou cativo, que é delimitado por duas camadas impermeáveis. Assim, a entrada de água no aquífero é feita, não por cima, mas lateralmente às camadas impermeáveis. Logo, a pressão exercida pela água na superfície do aquífero vai ser maior que a exercida pela atmosfera.  

http://www.google.pt/imgres?imgurl=http://www.netxplica.com/figuras_netxplica/exanac/geologia/aquiferos.riscos.gestao.portoeditora.png&imgrefurl=http://www.netxplica.com/manual.virtual/exercicios/geo11/recursos.geologicos/11.GEO.aquiferos.2.htm&usg=__RgofGP1EBYXD6Cl6VWpnlV9wPHw=&h=450&w=744&sz=551&hl=pt-PT&start=0&zoom=1&tbnid=U_bHNPA9UTw0wM:&tbnh=91&tbnw=151&ei=4l3ITbPcLMbrOdyNle4B&prev=/search%3Fq%3Daquiferos%26hl%3Dpt-PT%26sa%3DX%26rlz%3D1R2ADFA_pt-PTPT427%26biw%3D763%26bih%3D354%26tbm%3Disch%26prmd%3Divns&itbs=1&iact=rc&dur=468&page=1&ndsp=7&ved=1t:429,r:1,s:0&tx=89&ty=64

Reflexão:
Os aquíferos podem reter a água em poros (espaços ) diaclases, superfícies de clivagem/fractura dos minerais.
A água em profundidade nos aquíferos circula de forma gravítica, força gravítica, infiltração ( movimento de cima para baixo) ou lateralmente, movimento designado por percolação. Podendo fornecer água potável para consumo.

Recursos Minerais

São substâncias naturais formadas por processos geológicos que, ocorrendo na crosta terrestre com uma concentração superior á média, podem ser economicamente exploráveis.

Energéticas;
Não Metálicas;
Metálicas.

Rede Hidrigráfica:
É o conjunto de um rio e dos seus afluentes e subafluentes que drenam a água de uma determinada região.

A Origem do Homem

Introdução ao estudo A Origem do Homem:

A precariedade de informações limita o conhecimento da origem do homem. As primeiras pesquisas datam do final do século XIX; e muitas descobertas de restos humanos ocorreram de modo casual, nem sempre realizadas por especialistas.
A descoberta de traços culturais comuns em grupos afastados indica que, provavelmente, apareceram vários deles em regiões diferentes.
De modo geral, dizemos que há um tronco comum do qual se originaram os grandes macacos (pongidae) e os homens (hominidae). Em determinado momento da evolução, os dois grupos se separaram e cada um apresentou a sua evolução própria. Os pongidae apresentaram a forma do gorila, chimpanzé e orangotango; os hominidae ou hominídeos, a forma do actual homo sapiens.

Os Australopithecus
Trata-se do mais antigo hominídeo que se conhece. Foi encontrado na África do Sul e os estudos revelaram que viveu entre 1 milhão e 600.000 a.C.. Apesar do crânio pequeno, possuía traços característicos dos hominídeos. Era bípede e postura.

Homo HabilisO Homo Habilis e o Erectus
O homo habilis viveu há cerca de 2,5 milhões de anos e foi contemporâneo do australoptecus, mas com capacidade craniana ampliada. Esta incluiu carne em sua alimentação, o que provocou mudanças em sua arcada dentária.
Segue-se o terceiro tipo de hominídeo, o Pitecanthropus Erectus, que deve ter vivido entre 500.000 e 200.000 a.C.. O homo erectus, como hoje se chama, possuía maxilares maciços e dentes grandes, cérebro maior que o tipo anterior e membros mais adaptados à postura.

A Origem do Homem
http://www.youtube.com/watch?v=4X2GLDPA82A&feature=related

Elaboração de um Perfil Geológico

Na aula de Geologia do dia 26 de Janeiro 2011 elaborou-se um Perfil Geológico.
Material necessário para essa elaboração :
-Papel milimétrico (fig.1);
-Aristo (fig.2);
-Exemplo dada pelo professor (fig.3);
-Régua;
-Lápis.


Fig.1 (http://www.google.pt/imgres?imgurl=http://www.citi.pt/citi_2005_trabs/antonio_carvalho/images/Papel%2520milimetrico_tarefa%25201.JPG&imgrefurl=http://www.citi.pt/citi_2005_trabs/antonio_carvalho/Tarefa%25201.htm&usg=__7ATpoZbWNRCHuGXs7veb_8xt4mc=&h=654&w=607&sz=69&hl=pt-pt&start=1&sig2=-m8i2__OMkBf9hHalbIP1g&zoom=1&tbnid=7bNROyWlAeyZwM:&tbnh=138&tbnw=128&ei=JT9HTenmEdGj4QaqtMUR&prev=/images%3Fq%3Dpapel%2Bmilim%25C3%25A9trico%26hl%3Dpt-pt%26biw%3D1280%26bih%3D504%26gbv%3D2%26tbs%3Disch:1&itbs=1)


Fig.2


Exercício realizado pelo aluno


Fig.3